segunda-feira, 4 de julho de 2011

"Todos os Amores São Iguais" - Maglore


A vantagem de passar o final de semana programando são as diversas músicas novas que acabo escutando e uma delas é a trilha de hoje.

"Todos os Amores São Iguais"  está presente no álbum "Cores do Vento" (2010) da banda de indie rock baiana Maglore, formada em 2008. A composição é de Teago Oliveira (guitarra e voz).

Com letra e ritmo empolgante, "Todos os Amores São Iguais" é super gostosa de ouvir, e a letra gruda que nem chiclete na cabeça e quando você menos espera está cantando...

"Demorou a entender a grande ilusão, de que amor é sempre um só, o resto é figuração..."

Confira o clipe não oficial, mas que é uma graça, foi feito para divulgar a banda em um evento e se você se identificar com a letra e/ou com o clipe não será mera coincidência:


"Todos os Amores São Iguais"

Ele não lembra quando tudo começou
Mas já sabia que daquele jeito não daria
Rodou o mundo atrás de uma solução
Ignorando o que já viveu

Não tinha medo de reconciliação
Mas já previa toda confusão que haveria
Pediu um tempo pra acalmar o coração
Brincando de recomeçar

Demorou a entender
A grande ilusão
De que amor é sempre um só
O resto é figuração

E dessa vez acabaram com certeza
Lá lá lá mas voltaram outra vez
E já discutem pela sobremesa
Porque todos os amores são iguais
São iguais

Ela acordou com uma certa inibição
Seus braços caminhavam sobre a cama vazia
Se deparou com aquela solidão
E perdeu a razão

Só passou a entender
A mitificação
De que estar triste é estar só
O resto é só distração

Ele só queria se fazer feliz
Preenchendo o tempo com um outro alguém
Mas seu vazio é o coração

Marcela Oliveira Web Developer

Um comentário:

Laiane Lima disse...

Você conhece Maglore? *-* Tenho orgulho de uma coisa tão boa ser saído da minha terra. Um show desses meninos é tudo de melhor que se pode ver/ouvir.

p.s.: Não deixem de escutar "Lápis de Carvão", "O Mel e o Fel", "Tão Além" e "Enquanto Sós" (e o resto do cd todo hahaha)