sábado, 24 de setembro de 2011

[Poesia] Num Dedilhar de Sentidos - Erikah Azzevedo



Num dedilhar de sentidos

Dedos que reconhecem-se ligeiros,
por outrora devagar...
dedos e mais dedos,
a descobrir segredos,
por entre as pernas,
nos tantos caminhos a travar,
Dedos que decoram os sentidos 
engolem os gemidos
de um corpo a suar.
Dedos que rebolam, violam e exploram
atolam na terra úmida
de flores a desabrochar.
Dedos que produzem do amor o néctar
da flor desabrochada
entregue e aberta 
que se deixa explorar.
Dedos do outro 
teus dedos afoitos
A me devorar.

#Foto: Pennemin
Marcela Oliveira Web Developer

Nenhum comentário: