domingo, 14 de abril de 2013

"Se Não For Amor Eu Cegue" - Lenine


Butterflies and Sunflowers #66: and now for me it is pretty simple.

"Se Não For Amor Eu Cegue", composta por Lula Queiroga e Lenine, foi lançada no álbum "Chão" (2011).

"Uma vida é pouco para tanto, mas no meio desse encanto tempo deixa de existir. E é como tocar a eternidade, é como se hoje fosse o dia em que eu nasci..."

"Todo homem morre; mas nem todo homem realmente vive." (William Wallace)

Confira o clipe oficial:


"Se Não For Amor Eu Cegue"

Pode ser um lapso do tempo
E a partir desse momento acabou-se solidão
Pinga gota a gota o sentimento
Que escorrega pela veia e vai bater no coração
Quando vê já foi pro pensamento
Já mexeu na sua vida, já varreu sua razão
Acelera a asa do sorriso
Muda o colorido, vira o ponto de visão

Cai o medo tolo, cai o rumo
Quando a terra sai do prumo eu estou perto de ti
Abre-se a comporta da represa
Desviando a natureza pra um lugar que eu nunca vi

Uma vida é pouco para tanto
Mas no meio desse encanto tempo deixa de existir
E é como tocar a eternidade
É como se hoje fosse o dia em que eu nasci

Livre, quando vem e leva
Lava a alma, leve e vai tranquila
E a pupila acessa do seu olho disse love

Bem, se não for amor eu cegue
Bem, se não for amor eu fico
Eu sigo, sigo, sigo, eu fico cego por ti

Bem, se não for amor eu cegue
Bem, se não for amor eu fico
Eu sigo, sigo, sigo, eu fico cego por ti

Eu fico cego por ti
Marcela Oliveira Web Developer

Nenhum comentário: